Falar algo fora do esporte!

DEIXE UM COMENTÁRIO

Agora que conheço literalmente o veneno da cobra Jararaca, estou imunizada para qualquer "Cobra Humana"...
Essa página falo sempre sobre o time do Campinense, mas hoje especialmente vou falar de cobra.. Não só a cobra, mas o descaso dos hospitais públicos... Como em todos os setores públicos ou particulares, temos profissionais que ainda tem um olhar humano pelo o próximo, como também teremos aqueles profissionais literalmente frios, que não se vê no outro, ou apenas pensasse que aquele próximo poderia ser alguém da família dele...
Jararaca é um nome popular e comum dado a várias espécies de serpentes do gênero Bothrops.
As jararacas vivem em várias regiões da América Central, América do Sul e México. No Brasil, por exemplo, existem várias espécies de jararaca.
Existe grande variedade com relação a cores e tamanho.
Grande parte das espécies possui vida noturna e terrestre.
As jararacas são vivíparas (dão a luz a filhotes)
Alimentam-se principalmente de pequenos roedores, sapos e lagartos.
As jararacas são serpentes peçonhentas, ou seja, produzem veneno. O veneno das jararacas é potente e pode levar o indivíduo picado a morte, caso não haja socorro médico e aplicação de soro antiofídico...
No dia 19 de Setembro, fui picada por uma cobra, este ser que está na foto, apesar da foto não está muito nítida, pois foi tirada dentro da ambulância da Samu, é da espécie Jararaca... Com 20 minutos o seu veneno começa a agir, com dores , inchação, vermelhidão... A equipe do SAMU foram muito prestativos,aplicaram o soro fisiológico levando para o hospital do Trauma, que infelizmente e felizmente é um único hospital que atende pessoas acometida a espécie peçonhenta... Entre a mordida e a chegada ao hospital foi em torno de 40min... Fui levada para a área vermelha, em seguida tiraram um pouco de sangue, fiquei lá no aguarde onde todos se sabem que de imediato se aplica o soro antiofídico... No caso, como sabiam a espécie, o soro a ser aplicado é Botrópico, Gente o tempo que passou entre a picada e ser aplicado o soro foi em torno de 4 a 5 horas... Graças ao meu Bom Deus, as consequências foram as mínimas, além das dores, edema e anticoagulação... Enfim aplicaram o soro botrópico, Fernegan, hidrocortisona, Dipirona...
Ficar na "Ala Vermelha", só sabe quem passar por lá... Você vê de tudo, pessoas morrendo, sentindo falta de ar, sendo intubada, que tentou suicídio, fazendo hemodiálise etc...
Os dias que permaneci na "Ala Vermelha", deu pra entender porque o hospital tem um índice de infecção hospitalar...
Faço esse relato por que foi 5 dias que vivenciei, profissionais tratando pessoas não como seres humanos, mas também vi alguns profissionais e futuros profissionais que tem um olhar humano, sei que trabalhar nessa área tem que ter uma "certa" frieza, mas a falta do olhar humano pelo seu próximo é o que me deixou "aflita", uma vontade louca de sair daquele lugar... Enfim como dizem: "não desejo o que passei nem ao meu pior inimigo", se por acaso eu tiver...
P.S. Um hospital como este é faltando soro, medicação, e outros componentes que podem salvar vidas...

Campinense News!Acreditando sempre em dias melhores 

0 comentários:

Postar um comentário