Domingo...

Domingo dia bom pra descansar... Quem passa a semana trabalhando, no domingo só quer se deitar... Deitada lendo, apreciando uma boa leitura... Vou de Paulo Leminski...

"Esta língua não é minha,
qualquer um percebe.
Quando o sentido caminha,
a palavra permanece.
Quem sabe mal digo mentiras,
vai ver que só minto verdades.
Assim me falo, eu, mínima,
quem sabe, eu sinto, mal sabe.
Esta não é minha língua.
A língua que eu falo trava
uma canção longínqua,
a voz, além, nem palavra.
O dialeto que se usa
à margem esquerda da frase,
eis a fala que me lusa,
eu, meio, eu dentro, eu, quase."

E que o domingo seja abençoado para nós...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Beijos!

Incógnita

Ébano!