Rivalidade o que falar dela

DEIXE UM COMENTÁRIO
São momentos inoportunos como esse que pensamos seriamente sobre o futebol, esporte esse que atrai tanto amor, tanta paixão, ódio, rivalidade. E o que falar sobre o submundo do futebol? Nada, pois sem provas não a argumentos. Porem o que falar de um jogo em que claramente a equipe não tinha aquela gana de ganhar, aquela raça, aquela vontade de ser campeão.

Um esporte que leva a “flor da pele” tanta emoção não há com ser explicada, pois torcedor é emoção e não razão, emoção essa que às vezes atingem seus dirigentes que são aqueles que devem levar a razão de serem diretores e não a emoção de serem torcedores. Emoção essa que deixam os torcedores cegos, cegos pelo amor, cegos pela rivalidade, cegos das próprias tragédias de que tais ações podem ser refletidas em um futuro não tão longe.

O jogo a o que falar do jogo? Simples uma equipe sem vontade de jogar contra uma equipe que queria ser campeã, moral da história prevaleceu à vontade. Em todos os 96 jogos do Campeonato Paraibano de Futebol deste ano nunca si viu um jogo tão aguado, jogo esse que em outros tempos, em outras circunstâncias seria uma verdadeira batalha.

E a rivalidade o que falar dela, essa foi a principal heroína ou vilã da historia, e que rivalidade em Campinense? A felicidade de eliminar seu maior rival de uma competição nacional aonde as duas equipes poderiam se enfrentar em um confronto valendo acesso foi muito grande. Porem se esqueceram de que a Raposa permitiu uma concorrente de grande peso (extra-campo e nas quatro linha) de entrar no caminho de seu céu a Série C.

Porem tal fato só será percebido ao fim do Paraibano que terá mais dois capítulos entre uma grande equipe que não mostrou nem 50% do seu potencial contra uma equipe sem vontade de vencer. Resta nos saber se essa vontade retornará aos comandados de Freitas.

Para os torcedores restam apenas zoarem seus rivais, para o Campinense resta saber se suas atitudes não poderá lhe prejudicar no Brasileiro. Para o elenco resta encontrar a vontade e gana de ganhar.

0 comentários:

Postar um comentário